Nossas Marcas

Clique e Conheça Fechar

Linha do tempo Lacta

Pré Lacta
1885
1906
1912
1917
1919
1922
1925-1926
1929 – 1933
1938
1938
1941
1942
1942
1957
1960
1962
1962
1971
1979
1986
1987
1992
1993
1996
1997
2001
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2017
2017

Pré Lacta

A era chocolatiana Pré Lacta

Antes do chocolate chegar à sua melhor forma, dentro de uma embalagem Lacta, ele passou por muitas transformações.

Desde os primórdios, no México, onde foi moeda de troca, bebida revigorante e até tempero para alimentos, passando pela nobreza europeia com fãs famosos como Napoleão e Maria Antonieta. A bebida, nesta época, era misturado com pétalas de jasmim e âmbar, très chic.

Até chegar à Holanda e ser transformado na primeira barra comestível. A Suíça entrou na história um pouco mais tarde para virar protagonista: foi lá que surgiu o chocolate ao leite.

Saiba mais

1885

O fabuloso destino dos chocolates Poulain

A Casa Tolle, na rua XV de novembro, começa a importar os chocolates Poulain com o nome de Lacta.

Os chocolates eram produzidos por um chocolatier francês chamado Victor Augusto Poulain, que começou seu negócio com apenas 23 anos. A energia do chocolate também deu ao empresário francês muita criatividade. Ele foi pioneiro na área de propaganda criando o slogan “gôutez et comparez” (prove e compare) e, para se aproximar de um público mais jovem, passou a distribuir junto com as embalagens figurinhas coloridas e colecionáveis. Ideia deliciosa que a Lacta aproveitou mais tarde.

Saiba mais

1906

A semente da Lacta.

Os italianos Zanotta, Lorenzi & Cia começam a importar também os chocolates Poulain Lacta, diretamente da França.

Claro, bello! Se a história começou em São Paulo tinha que ter empresários italianos. A empresa, além de importar os antepassados da nossa Lacta, também fabricavam a bebida que se tornaria um símbolo do Brasil: o guaraná.

Saiba mais

1912

A fábrica de chocolates Lacta.

É lançada pelo cônsul suíço Achilles Isella a fábrica de chocolates Lacta, com uma loja na rua Domingos de Moraes.

1917

A Lacta cheia de luz.

Lacta inaugura o primeiro anúncio luminoso da cidade, entre o Lago do Tesouro e a rua Anchieta e aparece até em cartão postal de São Paulo.

A empresa foi pioneira no investimento em propaganda no Brasil divulgando sua marca azul e branca por anúncios em jornais, revistas e deixando todo mundo com água na boca.

Saiba mais

1919

Histórias de “reclames” deliciosos e até de reclames literais.

Era tanto sucesso que o jornal O Estado de São Paulo publica uma charge com a estátua da Liberdade curvada o luminoso da Lacta no centro de São Paulo.

Falando em anúncios, ou reclames como eram chamados, era comum naquele tempo os textos serem criados por poetas parnasianos. A Lacta, inclusive, chegou até a promover um concurso que ofereceria 500 mil réis para o melhor soneto. Mas aí vieram os modernistas que também queriam dar uma mordidinha na verba publicitária da Lacta. Guilherme de Almeida, da turma do Oswald e do Mário, bateu na porta da empresa e a convenceu de anunciar na revista modernista Klaxon. O anúncio não agradou muito: não tinha uma história, um cenário e ainda tinham modificado o logo! Esses modernistas...

Depois de mais uma tentativa frustrada de anúncio a Lacta retirou o patrocínio e acabou sendo pioneira também em outra modalidade de publicação: a anti-propaganda. Abra um Lacta para se deliciar com a revanche do pessoal da semana de 22 contra a empresa, publicada na Klaxon.

Saiba mais

1922

Lacta e o desenvolvimento industrial mais intenso que a vontade de comer chocolate.

O desenvolvimento industrial não parava na cidade e a Lacta fazia parte desse movimento.

Participou de diversas exposições industriais no Palácio das Indústrias em São Paulo e da Exposição Internacional do Primeiro Centenário da Independência no Rio de Janeiro. Nesta exposição a Lacta ganha medalha de honra ao mérito pelo pioneirismo industrial.

Saiba mais

1925-1926

Um incêndio quase derrete o sonho.

O incêndio destruiu toda a fábrica da Lacta. São Paulo perdeu um pouco da doçura por um ano, mas o sonho não acabou. Em 1926 os produtos voltaram aos armazéns, empórios e entrepostos de secos e molhados que se espalhavam pela cidade.

1929 – 1933

O mundo em crise e nem um chocolatinho acalmava.

A Lacta também sentiu o baque da queda da Bolsa em 1929. Em 1930, ela entra em concordata. Mas, utilizando toda a energia do seu chocolate, em 1933 ela consegue se reerguer.

Para comemorar, neste mesmo ano de 1933, ela lança um clássico que ficou colado na lembrança de muita gente: A Collecção (olha só como se escrevia!) Lacta de Cultura Infantil. Os chocolates agora vinham com figurinhas colecionáveis e os álbuns, mais tarde, se transformaram em objetos de disputa entre os colecionadores.

Saiba mais

1938

Extra, extra: a lenda Chatô assume a Lacta.

Francisco Assis Chateaubriand, mais conhecido por Chatô, assume a Lacta.

Sim, ele mesmo que até virou tema de filme. O magnata da imprensa agora tinha uma empresa deliciosa nas mãos que ainda ia dar muito o que falar. E haja chocolate Lacta na época para acompanhar todos os seus veículos de comunicação: 34 jornais, 36 emissoras de rádio, 18 estações de televisão, uma agência de notícias, 2 revistas, publicações infantis e uma editora.

Saiba mais

1938

O lançamento do diamante negro foi um gol de placa.

Era ano de copa e o Brasil encantou o mundo com o melhor jogador do campeonato: Leônidas da Silva.

Além de vários gols, ele foi o primeiro a pedalar no ar, quase fazendo um gol de bicicleta contra a Tchecoslováquia. A Lacta, que também já se mostrava craque na propaganda, aproveitou a fama do moço e usou o seu apelido para dar nome à um dos seus chocolates mais famosos: o Diamante Negro. Uma jogada de mestre que trouxe para ela o público masculino, encantado pelo nome e pela embalagem negra.

Saiba mais

1941

De Chatô para a família Barros e os Negrini.

Chatô deixou a Lacta para apenas anunciar as delícias em seus jornais, revistas e na TV, que estava para chegar.

No lugar dele entra o político Adhemar de Barros, membro de uma tradicional família de cafeicultores do interior de São Paulo.

Foi nessa época também que entraram para a história os Negrini que, não eram parentes mas entraram para a família Lacta e ajudaram a administrar a empresa por anos, transformando cada lançamento, em clássico.

Saiba mais

1942

Nos deram o prazer dessa Valsa.

Bombom, no começo do século, era coisa de gente fina, como os bailes, como a valsa.

Mas a Lacta queria trazer esse prazer para todo mundo e aumentar a festa. Foi assim que, dois pra lá dois pra cá, surgiu o nosso Sonho de Valsa. Um ícone até hoje que representa não apenas um chocolate recheado, mas uma troca de amor e carinho. Quer se apaixonar mais ainda por ele? Olha só estas curiosidades:

  • Como os bombons eram consumidos basicamente por mulheres, na embalagem, a dama convida o cavalheiro para a Valsa e, claro, para o prazer de experimentar a novidade.
  • Também na embalagem havia um pentagrama musical com alguns acordes da opereta Walzertraum, de Oscar Straus, inspiração para o nome.
  • A cor vibrante e característica era a mesma da flor maravilha. O fabricante colheu a flor A noite, em seu habitat natural, e reproduziu quimicamente a mesma tonalidade.
  • O Sonho de Valsa também foi pioneiro em usar como recheio um ingrediente tipicamente brasileiro: a castanha de caju. Não dá vontade de comer um agora e sair bailando por aí? É por essas e outras que o nosso Sonho nunca acaba e virou gesto de afeto que passa de geração para geração.
Saiba mais

1942

Este ano pede mais um lançamento. Pede Bis.

Aplausos em dobro para esse pequeno notável e xodó de gerações.

O Bis já nasceu genial porque foi o primeiro a se miniaturizar para ser levado na bolsa ou no bolso. O nome? Estava ali, desde o começo. Nos primeiros testes do produto, quem provava o primeiro sempre queria mais um.

Desde o seu lançamento, a comunicação desse produto envolveu muito humor. Um chocolate divertido e gostoso que, se der mole, é roubado até pela sua sombra. Abre um pra comemorar essa história. Outro? Já?

Saiba mais

1957

Inauguração da fantástica fábrica de chocolates Lacta no Brooklin.

Depois de 10 anos em construção, a nova fábrica do Brooklin é inaugurada pela família Barros mudando a cara do bairro.

Eram tantos funcionários que chegavam de bonde que, mesmo não existindo, ficou famosa a Parada Lacta. Os moradores sentiam o cheiro de chocolate no ar e a vida ficou mais gostosa em toda a região.

Saiba mais

1960

Vamos começar a década falando da Páscoa?

Se a gente for seguir as pegadas do nosso coelho vamos ver que os primeiros ovos produzidos pela Lacta foram lá na década de 40.

A tradição foi mesmo construída entre as décadas de 50 e 70, por isso escolhemos essa data, bem no meio, para contar a história. Lacta fez parte dessa história e logo se tornou líder de vendas nesse período. O coelhinho da páscoa da Lacta, como sempre, vinha cheio de novidades a cada ano. Surgiu dela, por exemplo, a ideia das famosas parreiras de ovos, as gôndolas aéreas.

Saiba mais

1962

Ô abre alas, para o Confeti passar.

Fazendo mais festa que o carnaval, chegou o Confeti para a alegria das crianças e dos adultos.

Pequenos e coloridos confeitos com o brilho realçado pela cera da carnaúba (mais um ingrediente tipicamente brasileiro). O lançamento fez parte do estande Lacta no Salão da Criança, evento de sucesso em outros carnavais.

Saiba mais

1962

A família de chocolates ao leite Lacta.

Deu branco geral nos nossos lançamentos. Além do chocolate Laka, lançamos também a versão espelhada do Sonho de Valsa, o Ouro Branco.

Mas deu branco só na cor, porque eles estão bem vivos na memória de todo mundo até hoje.

Agora um segredo e uma história interessante: a rigor, o chocolate branco não existe. Calma, tem cacau nele sim.

Só que o chocolate branco é feito com a manteiga de cacau e leite. Por isso, na hora de lançar nosso icônico chocolate branco, demos o nome de Laka, sem o C do cacau.

Saiba mais

1971

Chocolates, unidos, jamais serão vencidos!

Com o intuito de aumentar as vendas de chocolate no Brasil, as 3 maiores empresas do país se uniram para lançar uma campanha divulgando os benefícios do chocolate.

Os anúncios diziam que chocolate também era alimento e dava energia. O resultado: em uma década o consumo cresceu 163%.

Saiba mais

1979

Um carrossel cheio de surpresas: cada bombom, uma lembrança gostosa.

Lançamos a nossa caixa de bombons variados Carrossel, mais gostosa que um parque de diversões.

Abrir a caixa já era uma festa. Todo mundo correndo atrás do seu predileto, trocando os repetidos, compartilhando e enchendo a casa de alegria.

Saiba mais

1986

Shot e Amaro. Os chocolates que já chegaram com mais prazer em cada mordida.

A família Lacta não parava de crescer para acompanhar os novos sonhos dos nossos consumidores.

O Shot, composto por uma mistura de chocolate ao leite e muito amendoim de verdade; e o Amaro com um teor mais elevado de cacau, para os chocólatras mais sofisticados. A vontade era de colocar todos na boca ao mesmo tempo.

Saiba mais

1987

Muito amor nas campanhas Lacta.

No embalo gostoso do tema Mais Prazer em Cada Mordida, as campanhas Lacta ganharam um tom mais emocional.

Laka continuava com a comparação do primeiro beijo, Diamante negro mostrava o estilo de vida de um motoqueiro e Sonho de Valsa lançou uma campanha com a diva romântica Carly Simon.

Saiba mais

1992

O Lance do Lancy.

A Lacta lança no Brasil o chocolate Lancy.

Mais uma vez, o nome já foi criado na própria fábrica, quando foram explicar o produto: olha, o lance é o seguinte...

Para deixar mais “ internacional” colocaram o Y e foram pra rua com mais uma delícia. A campanha publicitária falava sobre os três bombons do produto, explicitando o prazer triplo. Imagine 3 sábados numa semana? Três amigos do peito? Três bombons com avelãs? Três sucessos imediatos!

Saiba mais

1993

Lançamentos de lamber os dedos.

Foi um ano em que as fábricas da Lacta cheiravam a novidade.

  • Feitiço: o chocolate recheado de morango que pretendia enfeitiçar o mercado.
  • Aerado Lacta: de leve, de leve, a Lacta ia ampliando a preferência do público.
  • Nossa Turma: se os chocolates da Lacta já conquistavam o público, imagine com os personagens Disney na embalagem e nos cartões com historinhas.
  • Fricote: antes do Lancy, lançaram um boato de que a Lacta estava para lançar um chocolate recheado de côco. Quer saber? Deixamos de Fricote e fizemos o boato virar realidade.
Saiba mais

1996

Início das negociações de vendas da Lacta para a Kraft Foods.

A família Barros inicia as negociações de vendas para a Kraft Foods.

A gigante mundial adquire a gigante no coração de todo o brasileiro e começa a entender o que é trabalhar com uma marca que tem tanto amor em seu DNA. A Kraft descobre a paixão dos funcionários, as famosas convenções pré-páscoa e fica toda derretida essa dedicação.

Saiba mais

1997

A nova geração de Bis.

A família Bis aumenta com o lançamento dos seus derivados: laranja, limão, avelãs. E com o lançamento do esperado Bis Laka.

Foi tanto sucesso que achamos que a ideia de fortalecer as marcas tradicionais merecia um bis.

Saiba mais

2001

A deliciosa fábrica de Curitiba, viva e cheia de lançamentos.

A nova fábrica de Curitiba, muito mais moderna, deu asas à imaginação da Lacta para poder criar novos e deliciosos produtos.

Entre 2008 e 2011 foram criados o Lacta Stick, uma barrinha bem pequena criada para aquela vontade repentina, o Lacta Joy, com 3 versões diferentes; o Lacta Cookies, barra de chocolate branco com pedacinho de cookies; e o Lacta Soft, para acompanhar a onda gourmet.

Saiba mais

2010

Lacta com a Cadbury: uma união de dar água na boca.

Esta união causou um aumento dos nossos prudutos nos pontos de venda do brasil inteiro.

Onde tinha amante do chocolate Lacta, tinha um lugarzinho para comprar o seu preferido.

Saiba mais

2011

Mais uma fábrica chegando.

Com a expansão para o Nordeste, ganhamos mais 60 milhões de consumidores, praticamente um novo país de gente apaixonada por nossos chocolates.

Para suprir tanta expectativa, inauguramos a nova fábrica de Vitória de Santo Antão, a 50Km de Recife.

Neste mesmo ano, lançamos uma campanha para deixar a marca Lacta mais presente na memória do consumidor. Com duas campanhas, Sinta-se vivo e Entregue-se, a Lacta convidava os consumidores a experienciar o prazer, oferecendo sensações físicas como descer de um tobogã de chocolate. É bem isso mesmo que a gente sente abrindo um Lacta, não?

Saiba mais

2012

Chegamos aos 100 anos. Abra um Lacta para comemorar porque não é todo dia que isso acontece. Ou melhor, abra vários!

Com muito orgulho uma empresa nascida no Brasil, comemora 100 anos.

Com mais orgulho ainda criamos 4 ícones que até hoje permanecem na memória do consumidor: Diamante Negro, Laka, Sonho de Valsa e Bis. E com muita alegria temos a certeza que ainda vamos ter muitas gerações derretidas por nossos chocolates!

Saiba mais

2013

Dois lançamentos de encher a boca: Bubbly e a barra de Diamante Negro com Laka.

Primeiro juntamos dois mitos em um e para completar a diversão ela lança também o Bubbly, o redondinho areado.

Tão gostoso e cheio de bolinhas que ainda tem gente tentando entender como ele é feito. Quer uma dica? Coma antes, pergunte depois.

Saiba mais

2014

Quando a gente acha que todas as delícias já foram inventadas, vem mais!

Oreo, a bolacha xodó do mundo vai parar dentro do chocolate Laka.

Além desse lançamento, ainda tem o Bubbly caramelo.

Saiba mais

2015

Lacta 5Star – uma explosão de sabores.

Chega ao mercado o novo Lacta 5Star, uma mistura explosiva de sabores e texturas.

Essa combinação incrível conta com um recheio com muito caramelo, biscoito e chocolate que dá muita energia.

E com 5Star é assim: uma mordida e você vai achar que pode fazer qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. Mas não pode.

Saiba mais

2017

Duas forças que se atraem.

Bis e Oreo: duas marcas queridas por todo mundo se juntam e lançam o Bis Oreo, uma combinação perfeita de sabor e crocância.

Bis Oreo tem quatro camadas de wafer escuro de cacau, com sabor intenso igual ao do biscoito, combinadas com recheio de creme e cobertura sabor chocolate branco. Impossível comer um só. Feito para dividir com quem você gosta.

Saiba mais

2017

A alegria tá aí. Dê uma mordida.

Lacta lança novo conceito para mostrar para as pessoas que a alegria está presente até nos pequenos momentos.

Mais do que contar uma história, Lacta quer inspirar pessoas a abocanharem pequenas alegrias compartilhadas do dia a dia, mostrando que ela está nos momentos mais simples. Que tal uma pequena alegria agora?

Saiba mais